Experiências sensoriais também dizem muito sobre a forma como as pessoas se relacionam com uma marca. Pense no cheiro do café daquela cafeteria, o sabor da batata frita ou barulho de uma latinha de refrigerante sendo aberta – é aí que entra a audio branding.

A audio branding é um recurso usado por muitas empresas porque estimula sensações e sentimentos que criam um tipo de vínculo entre o ouvinte e a marca.

A audio branding é aquela sensação que você tem quando ouve o tema de abertura do seu programa de televisão favorito. Quando levanta a cabeça ao procurar quem abriu a latinha no ambiente em que você está. Quando cantarola aquele jingle que ficou gravado em sua cabeça.

É um sentimento familiar, confortável, animado, caloroso e quase nostálgico – e que pode fazer maravilhas por suas vendas. Afinal, esse é o tipo de sentimento que sua empresa deve buscar inspirar junto seu público-alvo.

Como é possível obter isso? Siga na leitura e descubra como ter sua própria audio branding.

Ajustando sua identidade de marca: definindo uma audio branding

Embora a audio branding ainda seja um aspecto amplamente subestimado na criação de uma identidade comercial, ela é mais comum e efetiva do que muitos profissionais de marketing digital imaginam.

Na verdade, a audio branding existe nas melodias que são reproduzidas quando as pessoas configuram seu computador Mac ou Windows. São as notas exclusivas que elas ouvem quando começa a reproduzir seus programas de TV favoritos ou a sintonizar um podcast familiar. Qualquer som que uma empresa possa usar para solicitar ação ou gerar ressonância emocional é um exemplo de audio branding.

Para a maioria das empresas, seu ativo mais reconhecido é o logotipo. No entanto, a identidade visual só pode levá-lo até certo ponto. E ela ainda está sujeita às renovações de layout, que visam modernizar e trazer outros valores atribuídos à marca.

O som é diferente: ele é difundido por toda a vida, gostemos ou não. Ele oferece uma maneira de alcançar seus clientes, mesmo quando eles não estão prestando atenção ou tomando suas decisões de compras. Muito pelo contrário: muitas vezes a áudio branding de uma marca está inserida em sua rotina diária, construindo gradualmente um senso de afinidade.

Acha que não? Então puxe pela memória: quantas vezes você reproduziu o som que o Windows faz ao encerrar ou quando dá sua famosa “tela azul’?

via GIPHY

Importância da audio branding

Você deve estar se perguntando como sua empresa pode trabalhar sua audio branding – especialmente se ela atua no setor B2B.

Entendemos sua preocupação – realmente é mais fácil consagrar uma audio branding quando a empresa atua no B2C. Seus investimentos em mídia tendem a focar em canais de grande acesso das massas – como a programação em TV aberta e fechada, por exemplo. Também há a possibilidade de trabalhar um jingle não só na própria TV, mas também em rádios AM/FM e digitais, além de serviços de streaming como o Spotify e o Deezer.

Mas como já dissemos anteriormente, as mídias de massa não são o único lugar em que o uso da audio branding está funcionando para as empresas.

Algumas outras marcas a serem consideradas: a Siri, os anúncios que você ouve várias vezes enquanto está em suas playlists no Spotify e muito mais. Os sons que são associados a essas marcas provocam reações emocionais de quem os ouve.

Pense em como você se sente quando ouve sua canção de Natal favorita. A música natalina é um bom exemplo de audio branding do que causa esses sentimentos alegres.

Biologicamente falando, o apelo ao sentido da audição é um dos mais fortes, especialmente quando se trata de conectar uma reação emocional a um produto ou serviço.

As empresas de telefonia móvel utilizam a audio branding em grande escala, através de comerciais de televisão, anúncios de rádio e até mesmo através dos próprios aparelhos.

Quando as pessoas ouvem esses jingles – mesmo que não seja o aparelho que elas utilizam no dia a dia, a mensagem é incorporada. Quem sabe, no futuro, estas pessoas não possam mudar para essa marca em suas próximas decisões de compra?

Exemplos de áudio branding: sons para seu time de marketing estudar

Ficamos tão envolvidos com os aspectos visuais do universo do marketing digital integrado que muitas vezes ignoramos nossos outros sentidos.

Mas você já pode observar, com a ajuda dos tópicos acima, que os sons já são um fator importante na forma como as pessoas pensam e sentem sobre as marcas.

Empresas como a IBM, a Intel e até o Mc Donalds usam logotipos sonoros para ajudar os clientes a entender e lembrar as identidades que estão tentando criar para suas empresas. Você pode até ter uma audio branding rodando em sua memória musical em seu cérebro agora mesmo. Dúvida? Então confira a seguir alguns bons exemplos:

Plantão da Globo

Desafiamos qualquer um a manter-se concentrado, sem procurar a televisão mais próxima, ao ouvir essa vinheta tão característica.

20th Century Fox

Quem resiste a cantarolar essa audio branding junto enquanto está na sala escura do cinema esperando o começo do seu filme?

Intel

A marca tornou-se mundialmente conhecida por seus processadores de última geração – e também por esse logotipo sonoro.

Nokia

Nos tempos em que os celulares com o jogo da cobrinha dominavam o mundo – e o setor de telefonia móvel – todo mundo sabia de qual marca estávamos falando sempre que essa audio branding soava aos ouvidos.

iMac

Usuários de iMac conhecem bem esse som – e provavelmente já podem sentir o gostinho da xícara de café que acompanhava esse som em um dia de trabalho.

Law & Order

Mesmo quem não é fã da série (e de toda a sua franquia) certamente já foi impactado por este logotipo sonoro e sabe o que ele significa.

5 benefícios de contar com uma audio branding

Agora que esclarecemos o conceito e mostramos o quanto a audio branding faz parte da vida de consumidores e todo o mundo, é hora de abordarmos algo que impacta efetivamente os seus negócios: os benefícios para a sua marca.

Olhando para as tendências do marketing digital para os próximos anos, é possível perceber que a importância da audio branding tende a ser cada vez maior no cenário corporativo.

Afinal, áudio e streaming têm sido populares há algum tempo, mas a crescente adoção dos comandos de voz está acelerando a necessidade de levar a audio branding a sério.

Por que? À medida que mais e mais pessoas começam a interagir com as primeiras tecnologias de voz, a diferenciação sutil usando o áudio ficará mais crítica.

Colocar uma etiqueta em seus produtos atrelando à sua marca desde já pode fazer a diferença nas decisões de compras no futuro – não tão distante assim, já que as assistentes de voz já cumprem papéis importantes nas decisões de compras em lares americanos.

Sua empresa deve pensar no impacto que uma audio branding consistente pode ter em toda a gama de experiência da marca.

Por isso listamos a seguir cinco benefícios que sua marca pode realizar através da audio branding:

1) Identidade de marca distinta e memorável

Segundo Gary Vaynerchuk, “audio branding é o equivalente em som do nome de usuário de uma marca. Se uma empresa ‘joga’ sua tag ao lado de propagandas ou conteúdo que corresponde ao posicionamento de sua marca, eventualmente essa tag de áudio por si só evoca os sentimentos pretendidos em torno dessa marca. ”

A tag de áudio certa terá fortes associações de marcas também em outras mídias – como vídeos em redes sociais, livestreamings de eventos e muito mais.

2) Amplificação dos valores de marca

Audio branding é o tipo de estratégia de marketing que requer um sistema de sons baseado em um DNA sonoro que expresse os valores e a personalidade de uma marca – tornando-se um ponto de identificação em todos os seus pontos de contato.

Para que isso funcione de forma eficaz, é preciso criar uma sensação consistente, desde os conteúdos publicitários, editoriais, mensagens de chamada em espera no sistema telefônico, webchats, showrooms, vídeos de treinamento, do site, YouTube e produtos.

3) Impactos no humor do consumidor

A audio branding certa pode ter um efeito calmante nos clientes, diminuindo o estresse e levando a compras maiores.

Um estudo de caso mais antigo foi fundamental para uma série de mudanças em pontos de vendas: especialistas descobriram que tocar música suave e ambiente para reduzir o estresse era capaz de aumentar as vendas no varejo em 10%.

O relatório destacou como a música de ritmo lento induz respostas positivas e melhora a experiência de espera das pessoas em baixa densidade de público.

4) Impacto positivo nas decisões de compra

Um estudo mostrou que o número de tons que compõem um logotipo de áudio pode ter um impacto sobre a disposição das pessoas em tomar suas decisões de compra.

O estudo descobriu que seis notas tiveram melhor desempenho que três ou nove. Os pesquisadores atribuíram a diferença à fluência de processamento.

5) Mais confiança na sua marca

O ativo mais importante de uma marca é a confiança – e a melhor maneira de ganhar confiança é se comportar de maneira consistente.

Uma audio branding bem projetada, que centralize o som da marca e infunda a execução da música nos pontos de contato da marca, pode criar uma abordagem omnichannel às experiências de seus consumidores com a sua marca. Isso é o que aumentará a sensação de confiança – mais do que o uso de música licenciada qualquer.

Embora as músicas licenciadas possam adicionar impacto ou auxiliar a memória, elas também podem prejudicar a marca, especialmente se não expressarem seus valores. E o impacto sem significado não agrega nada de positivo à sua estratégia.

Como criar uma estratégia de audio branding

A audio branding não é uma demanda do marketing digital – o conceito já existe há décadas. Na verdade, o primeiro jingle foi lançado em algum lugar por volta de 1926.

No entanto, a audio branding está começando a ver um ressurgimento em popularidade, graças à transformação digital e a popularização de alto-falantes inteligentes, mecanismos de busca baseados em voz e até mesmo conteúdo no formato de podcast.

À medida que os consumidores ocupados recorrem ao áudio para ajudá-los a tomar decisões de uma forma mais prática e rápida, encontrar os produtos de que precisam e até mesmo realizar compras, as marcas estão começando a adotar uma abordagem mais estratégica com relação ao som.

Então, como sua empresa pode elaborar a sua própria estratégia de audio branding?

Primeiro: lembre-se de que áudio branding envolve muito mais que apenas a produção de um jingle.

Todo som que toca durante uma interação do cliente com sua marca é um elemento de audio branding. Seja a música que sua empresa toca em uma loja física, a vinheta de abertura de seus vídeos ou podcast, o som que o seu chatbot a cada nova resposta – é preciso apostar em uma abordagem consistente para sua audio branding. Depois de entender isso, siga estas três etapas:

1) Conheça seus clientes

Como de costume, a melhor maneira de garantir o impacto certo no público certo é descobrir para quem você está vendendo – o seu perfil de cliente ideal.

Olhe para o seu mercado-alvo e pergunte ao seu time ou agência de marketing digital que tipo de sons será mais atraente para o seu consumidor.

Por exemplo, um cliente jovem em busca de diversão será atraído por um tipo muito diferente de trilha sonora do que por um comprador B2B profissional em busca de segurança.

Considere:

  • A idade do seu cliente médio;
  • Que tipo de marcas eles já apreciam o som;
  • O que eles estão procurando em seus produtos e serviços.

2) Escolha a emoção que sua marca deseja transmitir

Uma das razões pelas quais ter uma audio branding é tão eficaz é seu impacto altamente emocional.

Os sons nos fazem pensar e sentir de uma certa maneira. Enquanto algumas assinaturas sonoras são românticas e sedutoras, outras são divertidas e despreocupadas.

Pense em como você deseja que seus clientes se sintam ao interagir com sua marca. Você pode conduzir uma análise de concorrentes durante esse estágio para obter uma visão das experiências que outras empresas em seu nicho criam com sua própria audio branding.

Que tipo de sensação deve estar atrelada ás suas soluções? Algo dramático e excitante? Gentil e acolhedor? Divertido e familiar? Certifique-se de que sua audio branding corresponde à sua identidade de marca.

3) Certifique-se de que sua branding voice seja consistente

Finalmente, a voz da sua marca é uma parte crítica da sua identidade.

A maneira como sua marca soa para o mundo é uma parte importante do que o torna único. Embora você possa transmitir aspectos de sua voz por meio de seu marketing de conteúdo e mídia visual, é necessário garantir que seu tom brilha em sua audio branding também.

Considere que tipo de som melhor representará sua empresa com base na imagem que já começou a criar. Ao escolher influencers que falam pela sua marca, selecione pessoas que compartilham sua voz e a percepção que você deseja criar para sua empresa.

Por que as empresas não devem negligenciar a audio branding

Se você chegou até aqui nesse artigo, já percebeu a importância da audio branding é importante para sua marca.

As empresas que negligenciarem a audio branding estarão perdendo uma grande oportunidade de criar uma conexão real entre clientes em potencial e sua marca.

Extrair sentimentos com base no som é uma das maneiras mais simples de atrair novos clientes e mantê-los.

Sua empresa está chamando a atenção sem que seu lead sequer perceba – e isso traz chances excelentes para a conversão de benefícios em vendas por causa da audio branding.

Estar atento às novas e inovadoras tendências de marketing é a melhor maneira de continuar a promover sua marca.

Embora a audio branding não seja novidade no jogo de marketing, é uma ótima maneira de recrutar novos clientes e dar aos seus clientes atuais um motivo para ficar por perto.

Quando usamos emoções e criamos uma reação cognitiva a certos sons, a marca fica com as pessoas por mais tempo. Então sempre que elas ouvem qualquer coisa, mesmo remotamente, perto do som que criado para comercializar sua marca, é nela que essas pessoas vão pensar sobre.

Portanto, a audio branding é uma necessidade para continuar a crescer e expandir seu potencial de vendas. O conceito está funcionando para empresas como a sua em todo o mundo. Agora é hora de fazer isso funcionar para a sua marca!

Audio branding é uma das principais tendências do marketing digital integrado para este e os próximos anos – faça o download de nosso ebook e saiba mais!

MARKETING & NEGÓCIOS

Coloque seu email abaixo para receber as atualizações do blog!

Acesse o e-mail enviado e confirme a assinatura, obrigado!