O SEO é uma ferramenta em constante evolução. A tendência é que o Google continue a aprimorar a experiência do usuário da web este ano, ampliando a relevância do conteúdo de uma página, usando resultados personalizados do mecanismo de pesquisa e carregando página mais rapidamente – especialmente dos sites mobile first.

Todas essas mudanças envolvendo o SEO demandam muito tempo e esforço para quem deseja manter-se atualizado sobre o tema.

Se sua empresa é nova, de pequeno porte ou não possui um profissional dedicado a fazer marketing digital, este artigo pode ajudar a prever ou aprender as últimas tendências que irão moldar os futuros digitais do seu negócio.

SEO, sua importância e benefícios no marketing digital

O Search Engine Optimization (SEO) é uma coleção de ferramentas e práticas recomendadas que ajudam o site de sua empresa a se posicionar de forma mais estratégica nos resultados dos motores de busca. Dessa forma ele atrai mais tráfego e amplia suas oportunidades de negócios.

Até então, o SEO envolveu basicamente a inclusão de palavras-chave no seu site para que os motores de busca encontrem. Porém, em 2018, essa atividade será muito mais complexa, envolvendo um amplo alcance de considerações.

Atualmente, gerenciar o SEO de um site é um trabalho de tempo integral para pequenas empresas. É por isso que cada vez mais empresas estão se voltando para especialistas em design e inbound marketing, como a UP2Place.

Principais tendências do SEO para este ano

Vale lembrar que 2017 foi um ano emocionante para o SEO, com mudanças envolvendo o rebaixamento de links de spam ou links com autoridade relativamente baixa, sites com pouco engajamento por parte dos usuários, destaque para sites otimizados e com conteúdos aprofundados e de relevância.

Acreditamos que estes são sinais poderosos do que o Google prepara em questões de mudanças para o campo do SEO em 2018. Confira a seguir.

Indexação prioritária para Mobile First

O Google anunciou há três anos que as buscas móveis finalmente superaram as pesquisas em desktop no seu mecanismo de pesquisa.

Tudo indica que o Google criará e classificará suas listas de pesquisa com base na versão móvel do conteúdo, mesmo para resultados exibidos no desktop.

Em outras palavras, 2018 pode muito bem ser um marco na história do marketing digital: sites que não funcionam em um dispositivo móvel poderão tornar-se obsoletos em breve.

Melhorias na pesquisa de vídeos e imagens

Gradualmente, nossas interações online evoluem para formatos cada vez mais visuais. Ao longo dos últimos anos, a transformação digital impulsionou a velocidade da internet, as plataformas de redes sociais tornaram-se mais populares e trouxeram recursos focados em mais imagens e vídeos, levando a um aumento das interações visuais em linha. Consequentemente, tudo indica que o Google e outros motores de busca trarão mudanças específicas para o uso de imagens e vídeos em um ambiente online.

A aquisição da startup Eyefluence pelo Google é uma forte indicação neste sentido, já que sua expertise envolve o reconhecimento de elementos visuais dentro de imagens e vídeos com mais precisão. A tendência é que haverá uma grande ampliação na sofisticação de pesquisa para ativos visuais.

SERPs continuarão a ser personalizados – cada vez mais

Até este momento, os fatores tradicionais de classificação de pesquisa englobam:

  • Velocidade da página;
  • Relevância do conteúdo;
  • Autoridade da página;
  • Design mobile first.

Mas o Google, assim como alguns outros motores de busca, vem utilizando também Search Engine Results Pages (SERPs) personalizados recentemente.

A tendência para 2018 é que os mecanismos de pesquisa usem ainda mais as informações sobre o usuário – interesses, histórico de navegação e localização – para fornecer uma lista personalizada de resultados de pesquisa.

Dessa forma, a estratégia de SEO na busca pelo topo dos resultados da pesquisa será mais complexa: as páginas que dominarem a pesquisa não só obterão mais tráfego inicial, mas marcarão presença nas pesquisas futuras desse usuário.

Buscas por voz serão cada vez mais comuns

As vendas de dispositivos como o Amazon Echo e o Google Home aumentaram em 2017 – e esse movimento deve seguir em crescimento neste ano.

Como eles são ativados por voz e fornecem resultados de pesquisa via áudio, os usuários ficarão cada vez mais acostumados a interagir com os resultados dos mecanismos de pesquisa usando apenas suas vozes e ouvidos.

Isso poderia alterar drasticamente os tipos de consultas que vemos e reformular a maneira como as empresas se posicionam sobre SERPs.

Machine learning vai mudar drasticamente o SEO como o conhecemos

O Google vem investindo fortemente em aprendizagem de máquinas e Inteligência Artificial nos últimos anos. Ainda não há comunicados oficiais sobre novas atualizações de machine learning para seu algoritmo central, mas os especialistas acreditam é veremos uma influência maior da aprendizagem de máquinas em resultados de pesquisa típicos até o final de 2018.

Um cenário possível pode ser o fim das atualizações de algoritmos, em favor de um processo de atualização de algoritmo automatizado, contínuo e iterativo realizado pelo aprendizado das máquinas.

Os especialistas em SEO da UP2Place podem configurar e monitorar uma campanha de SEO personalizada exclusivamente para o site do seu negócio. FALE CONOSCO agora para obter mais informações.

MARKETING & NEGÓCIOS

Coloque seu email abaixo para receber as atualizações do blog!

Acesse o e-mail enviado e confirme a assinatura, obrigado!