Google AMP: garanta o melhor posicionamento para seu site no mobile

O Google há tempos segue em uma cruzada a favor dos dispositivos mobile, forçando as empresas a otimizarem seus sites. E o Google AMP é um grande sinal disso.

Sites otimizados para mobile são “recompensados” pelo Google no ranking de buscas. Já os aqueles que não são otimizados experimentam uma queda de classificação na busca em dispositivos móveis.

E tudo o que sua empresa menos precisa, ainda mais neste momento, é um posicionamento ruim nas buscas, não é mesmo?

Então confira esse artigo e descubra como garantir o melhor posicionamento para o site de sua empresa.

Transformação digital e as mudanças na sociedade

Um estudo da DoubleClick afirma que cerca de 53% dos usuários de mobile abandonam um site se ele demorar mais que três segundos para carregar.

Por que as pessoas estão cada vez mais impacientes? A resposta é uma só: o comportamento do consumidor mudou.

A transformação digital mudou a forma como nos relacionamos com empresas, produtos, informações. Três segundos parecem pouco, mas significam muito: desperdício de dados em seu plano de internet. E de tempo. Hoje em dia, ninguém mais quer perder tempo.

Você já reparou no funcionamento do site da sua empresa no mobile?

Pensando no que falamos acima, faça um exercício rápido: abra o site de sua empresa em seu celular ou tablet. Agora mesmo. E veja o tempo que ele leva para ser carregado.

O estudo citado acima apontou que 77% dos sites mobile levam mais de 10 segundos para carregar. O tempo médio de carregamento em uma rede 3G é de 19 segundos. Já no 4G, o tempo diminui para 14 segundos, o que também não é nada bom.

Fora isso, ainda há a questão dos pop-ups, anúncios, formulários de registro, banners, vídeos e assim por diante.

Certamente tudo isso faz parte de sua estratégia de inbound marketing – sua empresa usa estes recursos para otimizar as receitas e o desempenho do site.

E não há nada de errado nisso – mas todos esses elementos podem complicar a navegação se o seu cliente em potencial está visualizando o site via mobile.

E qual é o risco que sua empresa corre nesse momento? Do perder esse contato. Ele vai para o botão voltar, a sua taxa de rejeição sobe, o tempo de permanência cai – junto com posicionamento dele nos rankings das buscas.

Quando seu cliente está no trânsito, andando na rua ou esperando para entrar em uma reunião, ele busca uma informação – e ela precisa ser obtida rapidamente. E é aí que o Google AMP pode fazer a sua mágica.

O que é o Google AMP e como ele funciona?

AMP é a abreviação de Accelerated Mobile Pages (páginas móveis aceleradas). Esse projeto foi iniciado pelo Google em parceria com o Twitter, com o objetivo de tornar a navegação móvel super-rápida.

Ele funciona como uma versão simplificada do HTML: os desenvolvedores afirmam que uma página móvel acelerada é capaz de carregar até 4 vezes mais rápido do que uma página HTML convencional.

O novo mark-up restringe o uso de JavaScript para apenas alguns arquivos que o Google fornecerá. Sua equipe de desenvolvedores ou agência de marketing digital também terá que usar uma forma específica de CSS, mas não se preocupe: seu site ainda pode parecer muito legal.

Uma das principais vantagens é que quando uma página do Google AMP válida é postada e indexada, o Google a armazena em cache nos seus servidores. Dessa forma, o sistema pode buscá-la rapidamente para exibir sempre que alguém acessá-la.

Como a versão AMP já é mais rápida por si só, esse armazenamento em massa faz com que o carregamento da página em navegadores móveis pareça instantâneo.

Como o Google AMP pode melhorar o SEO do site de sua empresa?

O AMP ainda não é oficialmente um fator de classificação. Mas existem muitos fatores indiretos que podem levar a melhorias de SEO, tanto nos em dispositivos móveis quanto em desktops.

Falando do ponto de vista técnico, a maioria dos desenvolvedores usa o AMP como uma segunda opção para o seu site. Se sua empresa tiver um site responsivo, a página HTML original é considerada a versão canônica – também chamada de original ou primária.

Neste caso, o seu site principal será a versão responsiva do site – e não o AMP. O Google então indexará a versão totalmente responsiva do seu site e usará isso para calcular o índice de qualidade da sua página.

Mas John Mueller, Webmaster Trends Analyst do Google, afirmou que se a página AMP for a versão canônica, isso contribuiu para a qualidade do site e para a experiência do usuário.

E vai contribuir também para o desempenho dos seus anúncios. Comparados com as páginas não-AMP, os anúncios em sites AMP trouxeram os seguintes números:

  • 80% dos usuários notou um aumento nas taxas de visibilidade;
  • 90% notou+ melhorias no engajamento e CTR (Click Through Rate) maiores.

Se você quiser saber o status do seu site em relação ao Google AMP, pode fazer um teste gratuito clicando aqui.

Ou clique a seguir para garantir uma análise das estratégias digitais de sua empresa – é rápida e totalmente gratuita!

Fale com os especialistas em inbound marketing da UP2Place!

MARKETING & NEGÓCIOS

Coloque seu email abaixo para receber as atualizações do blog!

Acesse o e-mail enviado e confirme a assinatura, obrigado!