Blog

Você sabe qual é o impacto da LGPD nas estratégias digitais de sua empresa? Descubra como garantir a conformidade a esta nova lei.

Qual o impacto da LGPD nas estratégias digitais? Descubra!

Muitas empresas ainda se perguntam sobre o impacto da LGPD nas estratégias digitais. Afinal, o que muda nas ações pensadas para o planejamento do ano? Mas até onde é possível ir dentro de uma abordagem personalizada?

Toda organização precisa considerar o potencial impacto social, político e legal da Lei Geral de Proteção de Dados no planejamento de marketing digital de sua empresa. Além disso, certas restrições ditam a forma como as organizações podem conduzir seus negócios online.

Mas isso não significa que sua estratégia está perdida. Pois pelo contrário: a lei tem total espaço para sua empresa fazer bons negócios no meio digital.

Então o segredo é estar plenamente ciente das implicações da LGPD e como isso afeta suas ações de marketing. Esse é o objetivo deste artigo – então siga na leitura para saber mais.

O que é LGPD?

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) surgiu com o objetivo de proteger a sociedade. Seu foco é contra o uso desnecessário, antiético e ilegal de dados pessoais. Dessa forma, a legislação permite que os cidadãos tenham mais controle sobre seus dados pessoais.

A lei foi inspirada na GDPR (General Data Protection Regulation), criada pela União Europeia, e entrou em vigor aqui no Brasil a partir de setembro/2020.

A partir daí, o país tornou-se membro de um seleto grupo de nações a contar com uma legislação especificamente focada na privacidade de sua população.

Segundo o Sebrae, a LGPD “se fundamenta em diversos valores e tem como principais objetivos:

  • Assegurar o direito à privacidade e à proteção de dados pessoais dos usuários. Sempre por meio de práticas transparentes e seguras, garantindo direitos fundamentais;
  • Estabelecer regras claras sobre o tratamento de dados pessoais;
  • Fortalecer a segurança das relações jurídicas e a confiança do titular no tratamento de dados pessoais, garantindo a livre iniciativa, a livre concorrência e a defesa das relações comerciais e de consumo;
  • Promover a concorrência e a livre atividade econômica, inclusive com portabilidade de dados.”

Além do impacto da LGPD nas estratégias digitais, as empresas devem se atentar ao risco relacionado à proteção de dados de:

  • Clientes,
  • Funcionários,
  • Parceiros,
  • Fornecedores, entre outros.

Então no caso de possíveis brechas na segurança da informação e um vazamento de dados, as empresas devem cumprir todos os processos definidos pela lei. Pois assim seguirão mantendo-se em total conformidade com a LGPD.

Como garantir a conformidade com a LGPD?

A conformidade com a LGPD envolve garantir o processo legal de uso de dados pessoais. Isso vai da coleta ao processamento e manutenção por parte das empresas. Então abordando diretamente o impacto da LGPD nas estratégias digitais, as empresas devem se atentar a duas bases legais:

  • Legítimo interesse: base legal que permite o uso de dados sem a obrigatoriedade do consentimento. Porém, isso depende que sua empresa aplique testes de proporcionalidade. Afinal, este processo define o equilíbrio entre os deveres de sua organização e os direitos de cada usuário;
  • Consentimento: declaração direta, por parte do usuário, sobre a concordância do uso de seus dados. Então este ponto deve constar nos formulários de obtenção de dados, sinalização do uso de cookies e termos de consentimento no site corporativo.

Além disso, vale esclarecer que todas as entidades sob o escopo LGPD, baseadas ou não sob a esfera digital ou não, devem cumprir este regulamento específico. Sendo assim, sua empresa deve manter-se em conformidade com a legislação mesmo que seu modelo de negócios não envolva operações na esfera digital.

Então toda empresa deve tomar as medidas necessárias e criar protocolos para proteger os dados pessoais manipulados pela organização.

Por isso, suas ações digitais devem ser pensadas para garantir que não há nenhuma violação das disposições dentro da lei. Assim como sua equipe deve preparar medidas para proteger seus usuários. Mas como fazer isso na prática? Confira as dicas a seguir.

Qual é o impacto da LGPD nas estratégias digitais?

O uso de dados desempenha um papel fundamental dentro do marketing digital. A LGPD não veio para acabar o restringir sua atuação. Muito menos seus resultados. Então como ela impacta sua presença digital e suas ações no meio?

Em resumo, será preciso fazer alguns ajustes em questões ligadas à coleta de dados, como:

  • Oferta de materiais ricos,
  • Liberação de cupons promocionais,
  • Criação de mailing e envio de newsletter,
  • Ações de prospecção, entre outros.

Mas listamos abaixo algumas dicas e esclarecimentos. Assim fica mais fácil reduzir o impacto da LGPD nas estratégias digitais de sua empresa.

Disparos de E-mail marketing

A principal mudança é que agora sé preciso ter o consentimento do usuário para o disparo de qualquer mensagem comercial.

A maioria das empresas resolve isso pedindo aos visitantes de seu site que assinem sua newsletter. Ou incluem um termo de consentimento em cadastros de compra.

Por isso, a estratégia é manter seu blog atualizado e repleto de informações relevantes sobre os produtos e serviços que você oferece. Assim o visitante consegue ver valor nessa troca de dados por conteúdo. Em troca, você também garante boas taxas de abertura e maiores chances de conversão.

Rastreamento e personalização

O maior impacto da LGPD nas estratégias digitais certamente será nesta área. Na última década, o uso de pixels e cookies de rastreamento registraram o comportamento de navegação dos usuários.

Através disso, as empresas conseguiram construir experiências personalizadas e focadas nas áreas de interesse do usuário. Para isso, processaram dados como:

  • Gênero;
  • Faixa etária;
  • Status social;
  • Interesses;
  • Histórico de compras;
  • Comportamentos sociais, entre outros.

Para manter essa prática, sua empresa deve incluir essa questão dentro do termo de consentimento. Como você pode ver, o impacto da LGPD nas estratégias digitais não é algo tão drástico quanto parece.

Mas será que as pessoas vão consentir com o uso de seus dados para essa função? Acredite, elas vão: cerca de 91% dos consumidores afirmam se sentem mais propensos a fazer negócios devido à oferta de conteúdo personalizado.

Uso do Analytics

Os dados obtidos pela ferramenta permitem analisar o desempenho do seu site. Assim como a forma como os visitantes se comportam no ambiente. Para isso, a maioria do site usa cookies.

Então agora é preciso solicitar o consentimento. Tanto para armazenar cookies quanto para processar dados pessoais – como um endereço IP é necessário. Também é possível aplicar o legítimo interesse, mas este demanda um processo mais delicado.

Alguns softwares de análise (como o Google Analytics) podem ser configurados para usar apenas uma parte do endereço IP. Dessa forma, é possível manter o anonimato de alguns dados usados. Contar com uma agência de marketing digital com expertise em tecnologia pode auxiliar neste processo.

 

Esperamos que este artigo sobre o impacto da LGPD nas estratégias digitais tenha sido útil. Para saber mais ou já partir para adequação de sua estratégia digital, fale conosco. Afinal, nosso time de especialistas está preparado para garantir resultados expressivos para a sua empresa!

FALE COM A UP2PLACE DIGITAL

Saiba como utilizar o Digital para Aumentar Vendas e Conquistar Novos Clientes
Clique aqui e solicite gratuitamente uma avaliação da sua Estratégia Digital
O Guia Definitivo da Automação de Marketing
Baixe o seu GUIA PRÁTICO DE GERAÇÃO DE LEADS
Ebook Guia de ofertas de conteúdo para uma geração eficaz de leads
REPRESENTANTE DE VENDAS – DIGITAL​
EBOOK MARKETING DIGITAL PARA INDÚSTRIAS​
GUIA DE MÍDIA PAGA​

ABM Account-based Marketing

Cadastre-se e receba conteúdos inéditos sobre Marketing Digital

Posts Relacionados

EN PT ES