Marketing de permissão: o que é e como funciona

O marketing de permissão é um termo que promete se tornar cada vez mais popular no planejamento de digital de empresas brasileiras. Especialmente com a promulgação da LGPD.

Quando bem feito, permite às empresas atingir altas taxas de abertura e de cliques em campanhas, gerando vendas e receita incríveis através de seus esforços de marketing.

Saiba mais sobre o tema e descubra como obter bons resultados com essa estratégia.

Então, o que é marketing de permissão?

Bombardear as pessoas com marketing publicitário pode ser uma perda de tempo (e de dinheiro) se apenas uma pequena porcentagem dessas pessoas realmente aproveitar o que sua empresa tem a oferecer.

Então basicamente o marketing de permissão pede a permissão do usuário para continuar essa comunicação. Ao fornecer seus e-mails ou outras informações, os clientes manifestam seu interesse por esse canal de relacionamento com a sua empresa.

Quando sua empresa aplica o marketing de permissão, aumenta seu potencial de vendas. Isso acontece porque:

  • O cliente em potencial saberá quando os e-mails chegarão – e estará aberto para receber esse contato;
  • Como o lead se inscreveu na lista de e-mail, é mais provável que o conteúdo seja algo de seu interesse;
  • Quanto mais avançado é o seu sistema de marketing de permissão, mais ele é capaz de rastrear interesses individuais e adequar o conteúdo ao indivíduo.

Isso é especialmente importante quando levamos em conta que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entra em vigor já em 2020.

A dinâmica funciona mais ou menos nestes parâmetros: sua empresa oferece algo de valor – como uma inscrição para seminários, ofertas específicas, conteúdo relevante, um relatório ou ebook com download gratuito, acesso a vídeos especiais, entre outros. Em troca, o usuário fornece seus dados de contato. É uma troca de valor equivalente.

Dicas para uma estratégia de marketing de permissão eficaz

Como você pode ver no tópico anterior, a estratégia consiste em uma abordagem menos invasiva e mais relevante – levar ao usuário aquilo que é realmente importante para ele.

Para isso funcionar, sua empresa deve observar alguns pontos – veja mais a seguir:

Personalização é a chave do sucesso

Mensagens genéricas frustram seus assinantes. Já a personalização cria uma ponte de confiança.

Uma maneira de fazer isso é segmentar sua lista em grupos. Por exemplo, digamos que sua empresa tenha identificado dois tipos de compradores:

  • Aquele que está sempre atento às ofertas especiais, trials, entre outros;
  • Aquele que está sempre atento aos últimos lançamentos, inovações e atualizações dos produtos.

Esse tipo de segmentação facilita a personalização. Dessa forma, o e-mail que eles receberão é realmente relevante para eles – o que facilita as conversões.

Automação equilibrada

Equilibre o “calor humano” com as facilidades de contar com processos automatizados. Essas mensagens instantâneas e respostas personalizadas podem realmente fidelizar os clientes.

E-mails relevantes

Seja consistente em seus esforços de contato – mas sem ser insistente demais. Não deixe seus clientes pendurados, esperando retorno ou muito tempo sem um contato. Deixe-os saber que seu time de vendas ainda está lá, se precisar de alguma coisa.

Frequência de e-mails

Enviar e-mails com muita frequência pode surtir o efeito contrário: ao invés de conversões numerosas, sua empresa pode receber uma enorme taxa de cancelamento de assinatura ou, pior ainda, ser marcado como SPAM.

Leva tempo, esforço e testes para descobrir com que frequência o público deseja ser contatado. Encontrar um bom ritmo e siga nele.

Opções de Cancelamento de Assinatura

Um dos direcionamentos vindos da LGPD envolve a opção de cancelamento de assinatura em seu e-mail marketing.

Felizmente, a grande maioria dos serviços do gerenciador de listas oferecem “cancelamento de assinatura” por padrão – então isso não exigirá grandes esforços de implantação.

Assinantes de qualidade

O marketing de permissão permite que sua empresa impacte de fato seu cliente-alvo. O fator de lealdade significa que eles têm maior probabilidade de abrir seu e-mail, interagir, clicar e comprar seus produtos.

Além disso, eles têm um enorme potencial para propagar sua marca através do boca-a-boca. Assinantes de qualidade são construídos através da construção de uma relação – que não é algo que acontece da noite para o dia. Isso leva ao nosso próximo “não”…

Não compre mailings prontos

Se sua empresa comprar um mailing, seja qual for o fornecedor, estará violando a LGPD. Isso significa que alguém ou recolheu e-mails de sites ou levou informações de clientes e os vendeu para outra pessoa.

Significa também que sua empresa pode ser penalizada: a multa varia de 2% do faturamento do ano anterior a R$ 50 milhões. Um risco bem alto – não é mesmo?

Informações de contato visíveis

Sua empresa deve sempre disponibilizar um endereço físico e outras informações de contato, como suas redes sociais e site, ​​em seus boletins informativos.

Lembre-se: boas relações são construídas em cima de uma troca de confiança mútua.

Quer saber como o marketing de permissão se encaixa em sua estratégia atual? CLIQUE E SOLICITE nossa avaliação de estratégias digitais.

MARKETING & NEGÓCIOS

Coloque seu email abaixo para receber as atualizações do blog!

Acesse o e-mail enviado e confirme a assinatura, obrigado!