Marketing digital nas empresas: conheça o cenário no Brasil

Cada vez mais o mercado demanda mais iniciativas para o marketing digital nas empresas – e a prova disso é a inédita pesquisa realizada pela McKinsey divulgada esta semana pela revista Meio e Mensagem.

O estudo é uma iniciativa em conjunto com a Aba – Associação Brasileira de Anunciantes e contou com a participação de 79 empresas que são referência nos setores de:

  • Varejo;
  • Serviços Financeiros;
  • Bens de Consumo;
  • Serviços;
  • Turismo e Hospitalidade;
  • Tecnologia, Telecomunicações e Mídia;
  • Materiais Básicos, Químico, Agricultura e Energia;
  • Automotivo;
  • Farmacêutico.

Confira a seguir os principais dados sobre o marketing digital nas empresas brasileiras – e como a sua organização pode se preparar para acompanhar este momento dentro do mundo atual dos negócios.

Marketing digital nas empresas X oportunidades

Segundo o estudo, cerca de 80% das empresas participantes estão ainda na fase inicial do processo de transformação digital.

O que é um grande desperdício de oportunidades, quando nos deparamos com os seguintes dados:

  • O Brasil é o país da América Latina que mais investe em marketing digital;
  • Cerca de dois terços da população está conectada à internet;
  • O brasileiro passa pelo menos nove horas do seu dia online.

Outro ponto que prejudica a consolidação das estratégias de marketing digital nas empresas é a forma como elas vêm sendo implementadas. Segundo as conclusões obtidas através do estudo, muitas empresas começam a investir e aplicar seu planejamento digital com base no que já havia sido feito dentro do marketing tradicional – o que nem sempre funciona quando espelhado para o universo da internet.

De acordo com Marcelo Tripoli, sócio associado da McKinsey e líder do Centro de Excelência em Marketing Digital na América Latina: “alguns investem 40%, 50% do orçamento de marketing em digital, mas não têm skills, processos, pessoas e agências que entendam profundamente do assunto. É preciso que todo o ecossistema esteja capacitado para tirar o máximo do marketing digital” – fonte: Meio e Mensagem.

Dados como ferramenta de marketing digital nas empresas

Outro ponto de destaque do estudo conduzido pela McKinsey é a relação das organizações brasileiras com os dados e suas aplicações dentro das estratégias digitais aplicadas.

Mesmo com a consciência do mercado sobre a importância de ser data driven no mundo atual dos negócios, a realidade é bem diferente quando falamos do ponto de vista prático: cerca de 58% das empresas participantes ainda se encontram no estágio inicial de sua integração de dados dentro do processo de maturidade digital – falaremos mais sobre isso nos próximos artigos.

Os números são ainda mais contundentes quando falamos de Customer Data Platform (CDP) e visão 360º: apenas 2% exploram estes recursos.

É através desse tipo de iniciativa que se torna possível alavancar o marketing digital nas empresas: estes recursos oferecem acesso total e descomplicado a uma série de dados, que produzem insights específicos para a personalização de ações e campanhas digitais em tempo real. Com isso, a empresa pode atuar de forma mais assertiva a cada etapa do funil de vendas, mensurando resultados e fazendo ajustes de rota que ampliam as oportunidades de conversão.

Mensuração de dados: item de sobrevivência nos dias atuais

Outro dado alarmante – ou encorajador, dependendo do nível de maturidade digital das suas concorrentes no mercado – refere-se justamente à mensuração de dados.

Segundo o estudo, apenas 1% das empresas pesquisadas estão posicionadas como líderes em “Branding & Performance” – organizações que prezam pela aplicação das melhores práticas sobre o impacto das ações de marketing digital dentro dos hábitos de consumo das pessoas.

Cerca de 82% das empresas no Brasil trabalham com um modelo de negócios onde a remuneração não é determinada pelos resultados.

Considerando que o marketing digital pode ser considerado hoje como principal gerador de crescimento e faturamento, deixar a maturidade digital das empresas de lado pode ser catastrófico para a sobrevivência no mercado de muitas delas. Especialmente porque isso deixa uma série de lacunas livres para serem preenchidas pela concorrência.

Tripoli ressalta: “a transformação digital deveria ser pauta número um dos CMOs, assim como tem sido dos CEOs. Precisa virar uma pauta de forma sistemática, porque o mercado publicitário é cheio de discursos, mas não está implementado em escala o marketing digital” – fonte: Meio e Mensagem.

Como você pode ver, a sobrevivência no mercado está totalmente ligada ao marketing digital nas empresas. Descubra se sua empresa está preparada para isso: clique e solicite agora uma avaliação da estratégia digital da sua empresa!

MARKETING & NEGÓCIOS

Coloque seu email abaixo para receber as atualizações do blog!

Acesse o e-mail enviado e confirme a assinatura, obrigado!