Otimização de sites: UX é fundamental para um bom SEO?

A otimização de sites é uma das principais preocupações dos times e agências de marketing digital em todo o mundo – e o equilíbrio entre UX e SEO é o segredo do sucesso.

Com o aprendizado da máquina (ou machine learning), os motores de busca evoluíram – e seguem continuamente nesse processo. E foi justamente essa aceleração que permitiu aos sites de busca fornecer os resultados mais apropriados. Com foco tanto no conteúdo quanto na experiência do usuário (UX).

E se você quer que o site de sua empresa esteja organicamente entre os principais resultados nos sites de busca, precisa ir além de um bom marketing de conteúdo. A chave envolve uma combinação de fatores baseada na otimização de sites – saiba mais com as dicas a seguir.

A satisfação do cliente é peça-chave para um bom posicionamento

O aprimoramento do desempenho de qualquer site dentro dos mecanismos de pesquisa está diretamente relacionado à satisfação dos usuários. Quanto maior a satisfação, melhor será o desempenho.

Nesta equação, a relação entre as duas variáveis cada vez mais é somada aos seguintes pontos:

  • Volume das pesquisas,
  • Qualidade e relevância do conteúdo,
  • Estrutura geral,
  • Sentimento do cliente.

Especialmente quando lembramos que o aprendizado de máquina está gradualmente sendo incorporado aos algoritmos de busca.

Hoje, empresas atentas à otimização de sites e ao aprendizado da máquina precisam reestruturar sua abordagem para search engine optimization (SEO). Mais do que nunca, é preciso enfatizar mais a UX.

Para alcançar esse objetivo e colher bons resultados em marketing digital, é necessário observar os dois itens a seguir:

1) As táticas de SEO precisam melhorar, tornando-se parte da UX

O foco de motores de busca, como o Google, sempre foi fornecer a melhor UX possível para os usuários.
E com a transformação digital e seus constantes avanços, os motores de busca são ainda mais capazes de cumprir essa meta.

O problema é que a UX não parece ser uma preocupação para muitas empresas que atuam no meio digital.
As razões para privilegiar ou dar menos importância para a UX parecem variar de acordo com:

  • Expertise dos responsáveis pelo marketing,
  • Necessidade de adaptação dos sites atuais,
  • Budget disponível para atualizações do site,
  • Linha de pensamento de determinadas agências.

Mas sem isso, fica difícil obter bons resultados com suas estratégias de inbound marketing e outras ações de comunicação dentro do meio.

Sua empresa pode gastar milhões em publicidade para atrair leads. Mas sem a otimização de sites, todo esse fluxo (e verbas) podem ser jogados fora.

Por isso, é fundamental que o conceito de SEO e a forma com que ele é realizado seja atualizado. Especialmente quando lembramos que os rankings de motores de busca possuem uma conexão direta com o aprendizado da máquina. E refletem diretamente o comportamento do consumidor.

A lição é clara: a UX deve ser compreendida e usada corretamente no desenvolvimento de todo site de sucesso.

2) A UX vai muito além de um processo linear

O maior problema com muitos profissionais de UX é que eles consideram o desenvolvimento do site como um processo linear, que começa com a homepage.

A questão é que grande parte dos leads que visitam um determinado site não necessariamente começam sua jornada a partir da homepage.

Ou seja: essa abordagem linear engessada está prejudicando a experiência geral do usuário. E os resultados da sua empresa.

Com a melhoria no aprendizado da máquina, os sinais do usuário começarão a tornar-se mais visíveis ao examinarmos os rankings de SEO.

Isso vai deixar ainda mais evidente o quanto as deficiências ligadas à UX de muitos sites estão atrapalhando a conversão de visitantes. Além dos objetivos em termos de resultados de pesquisa orgânica.

A UX deficitária ou ineficiente de um site pode irritar o visitante e levá-lo a fechar negócio com um concorrente. Veja os dois cenários abaixo como exemplo:

  • Visitantes que acessam uma determinada página do site através de suas atividades em um motor de busca e só encontram a informação se acessarem uma segunda página.
  • Visitantes que encontram vários sub-tópicos relacionados ao tema que estavam buscando – mas não o tópico principal.

A essência da UX está em oferecer a melhor experiência final para seu visitante de um site – e não para sempre remetê-lo à sua homepage.

Pelo contrário: essa relação deve ser fundamentada sobre dados e considerar os vários pontos de entrada do site.
Se a UX é bem formulada, sua equipe ou agência de marketing online terá o controle dos desempenhos de pesquisa no futuro.

Isso abre as portas de um mundo de dados, que vão otimizar suas estratégias de marketing digital – e aumentar as oportunidades de negócios de sua empresa.

Se você quer começar já a trabalhar na otimização de sites e estratégias de marketing de sua empresa, conte com nossos especialistas. Clique a seguir e peça uma avaliação gratuita de suas ações digitais!

Avaliação Gratuita de Estratégias Digitais

MARKETING & NEGÓCIOS

Coloque seu email abaixo para receber as atualizações do blog!

Acesse o e-mail enviado e confirme a assinatura, obrigado!