Publicidade digital – tipos e quando usar

Em tempos de hiperconectividade, a publicidade digital pode ser o melhor caminho para alcançar o sucesso de seus negócios.

A publicidade digital está mais presente do que nunca em nossas vidas. Smartphones, mídia digital e mecanismos de busca tornaram a geração de leads mais fácil do que nunca.

Por isso, a publicidade digital tornou-se uma das formas mais poderosas de lançar, crescer ou escalar qualquer negócio. Pois pode funcionar para qualquer tipo de produto ou serviço, em qualquer indústria, em qualquer tamanho.

O que há de tão mágico nisso? Por que funciona tão bem?

Bem, para começar, a publicidade digital lhe dá uma maneira escalável e previsível de gerar a única coisa que toda empresa precisa: tráfego para o seu site.

Todas as empresas precisam de tráfego para gerar leads. Que, por sua vez, geram clientes, necessários para gerar receita.

Hoje é preciso muito mais do que tráfego para ter sucesso. Sua empresa precisa de uma ótima oferta, um produto ou serviço desejável, um site bem projetado – e assim por diante.

Mas sem qualquer tráfego, nada disso importará… porque ninguém nunca vai saber o que sua empresa tem para oferecer. E é aí que a publicidade digital entra em jogo.

Então vamos mergulhar neste universo e entender o que mais este recurso do marketing digital integrado pode fazer pelo seu negócio!

O que é Publicidade Digital?

Quando dizemos “publicidade digital”, estamos nos referindo à compra de mídia paga. É o processo de investir dinheiro para chamar a atenção das pessoas online. Assim sua empresa pode convertê-las em um novo cliente.

Pode parecer algo muito novo, mas o conceito existe há muito tempo. As únicas coisas que mudaram foram os meios ou canais que usamos hoje.

Isso ajuda a entender uma grande questão: afinal, é preciso mesmo investir em publicidade digital?

Pois há muitas pessoas que reclamam que a publicidade digital custa dinheiro. Eles preferem obter todos os seus resultados através do tráfego orgânico.

Pontos de atenção

Mas há três questões sérias sobre essa abordagem:

  1. Obter tráfego orgânico requer muito trabalho. Então não é realmente grátis, é?
  2. Seu tráfego depende do algoritmo do Google/Facebook. Uma variável que pode mudar a qualquer momento. Dessa forma, sua estratégia pode ir para o buraco se você estiver do lado errado de uma atualização;
  3. Você não tem controle sobre o seu tráfego orgânico. Então, tem menos chance de escalar do que adicionando tráfego pago.

Em relação ao 1º ponto: não existe almoço grátis, ou trânsito livre. Você paga por isso com tempo ou dinheiro.

Agora sobre o 2º ponto: atualmente, o alcance médio de um post orgânico em uma página do Facebook gira em torno de 5,20%. Isso significa que aproximadamente um em cada 19 seguidores vê o conteúdo não promovido da sua página.

Afinal, empresas como Facebook e Google ganham dinheiro com receitas de anúncios. Então isso significa que há interesse em transferir mais de sua exposição ao tráfego pago.

Por fim, sobre o 3º tópico: o tráfego orgânico é imprevisível. Você não pode controlá-lo e nem confiar nele.

Isso não significa que você não deve tentar obter tráfego orgânico. Muito pelo contrário, o tráfego orgânico é uma parte essencial de toda estratégia de marketing digital!

Porém, se a sua meta é lançar ou fazer crescer um negócio de verdade no ambiente online, é preciso ir além. Você precisa da publicidade digital paga.

8 tipos de publicidade digital que você deve conhecer

Agora que você já se inteirou sobre o conceito, é hora de explorar os recursos e formatos disponíveis – veja a seguir:

Anúncio de exibição

Este tipo refere-se à colocação de anúncios de banner em sites que publicam anúncios. Os anúncios de banner podem incluir os seguintes formatos de apelo para incentivar os usuários a clicarem:

  • Componentes gráficos,
  • Vídeo,
  • Áudio,
  • Texto.

Por isso, os anúncios da Rede de Exibição do Google geralmente são distribuídos para sites com o assunto relacionado. Dessa forma, direcionam os visitantes dos sites cujo conteúdo esteja ligado ao anúncio.

A questão é que nem sempre isso acontece de fato. Como resultado, eles normalmente têm uma CTR menor do que os anúncios de pesquisa pagos.

Ainda assim, eles são uma ótima opção de publicidade digital para “espalhar a palavra” sobre sua marca. Além de aumentar a conscientização da marca no mercado.

Pesquisa paga

São aqueles anúncios que aparecem no topo do resultado da pesquisa para termos relevantes em mecanismos de busca como Google e Bing.

Sendo assim, um anúncio de pesquisa pago é em texto, geralmente consistindo de um título, descrição e um link para a URL de destino.

Como eles são acionados por consultas de pesquisa, costumam ser mais relevantes para o usuário se comparado a um anúncio gráfico.

Além disso, eles são dispostos no topo da página de resultados do mecanismo de busca. Assim, os usuários são altamente propensos a ler e se envolver com eles.

Por isso, os anúncios de pesquisa pagos normalmente têm uma taxa de clique mais alta entre a publicidade digital e impulsionam mais conversões do que o exemplo anterior.

Mobile marketing

Atualmente, os consumidores estão gastando cada vez mais tempo em seus celulares.

Por isso, o mobile está crescendo e se solidificando como o meio ideal para comercializar produtos e serviços para usuários móveis, em formato como:

  • Mensagens por SMS e WhatsApp,
  • Banners móveis,
  • Anúncios no aplicativo.

Assim fica mais fácil alcançar os consumidores onde passam mais tempo, capturando seu interesse e atenção.

Retargeting/Remarketing

Este é um tipo especial de publicidade de exibição – mas que tem como alvo usuários que já interagiram com seu site ou marca.

Pois o Retargeting usa cookies para identificar usuários que visitaram seu site no passado. Assim, usa esses dados para entregar anúncios de forma a fazer sua marca ser top of mind. Assim, busca incentivá-los a retornar e finalizar uma compra.

O princípio gira em torno do fato de que estes usuários já interagiram com sua marca no passado e já demonstraram interesse em seus produtos. Por isso, são mais propensos a se converter em clientes do que usuários que nunca ouviram falar de sua marca antes.

Vídeos

A publicidade em vídeo inclui todas as formas de publicidade digital que se baseiam nesse formato. Especialmente aqueles apresentados no início ou no meio do conteúdo de streaming de vídeo, em plataformas como o YouTube.

Como falamos anteriormente, os usuários de smartphones passam cada vez mais horas de seu dia em seus dispositivos móveis. Hoje, grande parte desse tempo é gasto se envolvendo com conteúdo de vídeo online.

Com o consumo de vídeo móvel continuando a subir, a publicidade em vídeo está se tornando um meio cada vez mais popular para alcançar os clientes com mensagens envolventes, que impulsionam cliques e vendas.

Áudio

Sites de streaming de áudio, como Spotify e Deezer, permitem que os usuários transmitam suas músicas e podcasts favoritos online. Assim, eles têm audiências enormes.

Hoje, o Spotify é um dos aplicativos mais populares do mundo. Seus usuários gastam uma média de 25 horas por mês ouvindo conteúdo na plataforma.

Então, apostar na publicidade em áudio permite à sua empresa direcionar esses ouvintes com anúncios gravados que disparam entre as músicas. Assim, você pode entregar mensagens de alto impacto, que atingem milhões de usuários.

Anúncios em Mídias Sociais

A publicidade digital nas mídias sociais acontece quando uma empresa paga para promover conteúdo ou fazer anúncios em uma plataforma social.

Atualmente, as plataformas de mídia social mais populares neste sentido são:

  • Instagram,
  • Facebook,
  • YouTube,
  • WhatsApp.

Mas podemos ver uma movimentação substancial de verba também para publicidade digital no Tik Tok e no Pinterest.

O principal benefício da publicidade nas mídias sociais é que o conteúdo promovido no social pode ser apreciado, compartilhado e comentado pelo público.

Assim, sua empresa amplia o alcance nas mídias sociais e impulsiona muitos engajamentos de baixo custo. Dessa forma, gera-se um aumento da conscientização da marca, o que pode impulsionar as vendas.

Conheça as plataformas de publicidade digital mais estratégicas

Ok, agora você já deve ter uma boa ideia do que é publicidade digital. Assim como por que é uma parte tão importante de sua estratégia de marketing digital global.

Então vamos mergulhar em algumas das plataformas específicas disponíveis.

Mas lembre-se: o conceito de publicidade paga não é novidade. São apenas os canais, ou meios, que mudaram com o surgimento da internet. Encare essas plataformas como uma versão mais recente de um meio de publicidade mais antigo. Por exemplo:

  • Google é como as Páginas Amarelas,
  • Facebook é como um outdoor,
  • Spotify é como o rádio,
  • YouTube é como TV.

Dependendo do seu setor, diferentes plataformas podem fazer mais (ou menos) sentido para o seu negócio.

Aqui está uma breve visão geral de algumas das maiores plataformas de publicidade digital disponíveis hoje:

Facebook / Instagram

O Facebook cresceu e se tornou uma das maiores e mais valiosas plataformas de publicidade digital online atualmente.

Estamos juntando isso com o Instagram, já que ambas as plataformas pertencem ao Facebook e usam a mesma estrutura para anúncios (Ads Manager).

Então são canais incrivelmente eficazes para anúncios pagos. Uma grande parte da razão é porque eles têm um monte de dados sobre seus usuários. Assim, o algoritmo do Facebook usa para otimizar a entrega de anúncios para os melhores resultados.

Outra grande coisa sobre os anúncios veiculados no Facebook e no Instagram é que eles suportam uma ampla gama de formatos, como:

  • Imagem,
  • Vídeo,
  • Carrossel,
  • Experiência instantânea,
  • Anúncios shopable (somente Instagram).

Além disso, tanto o Facebook quanto o Instagram estão frequentemente testando e lançando novos tipos de anúncios.

Sendo assim, sua empresa tem uma ampla gama de opções para engajar as pessoas dentro dessas plataformas.

Google

Os anúncios do Google são separados em duas redes diferentes:

  • Search Network,
  • Display Network.

Os anúncios de pesquisa do Google aparecem nos SERPs (páginas de resultados do mecanismo de busca) quando você pesquisa determinadas palavras-chave.

A grande questão sobre o Google Search Ads é que eles lhe dão uma maneira de posicionar seus anúncios na frente das pessoas. Afinal, esses usuários estão ativamente procurando por sua empresa. Ou um tópico relacionado ao que você faz.

Já a maioria dos anúncios na Rede de Pesquisa do Google são anúncios somente de texto. Embora o Google tenha adicionado suporte para tipos de anúncios mais novos, como anúncios de compras.

Enquanto isso, a Rede de Exibição do Google (GDN) segue outra direção. Nesta plataforma, você pode exibir seus anúncios em mais de 2 milhões de sites participantes.

Pois a GDN tem o potencial de atingir até 90% dos usuários globais da Internet. E ao contrário da Rede de Pesquisa, a GDN suporta uma grande variedade de anúncios de banner, mídia e até em vídeo.

YouTube

O YouTube é propriedade do Google, então usa o mesmo gerenciador de anúncios que o Google Ads. Porém, estamos separando-os aqui, já que são plataformas tão diferentes.

YouTube é o grande portal de vídeo. Mas é mais do que isso: é uma das maiores redes de pesquisa, e um dos maiores sites em geral, no mundo.

Então, para empresas como a sua, que buscam alcançar novos clientes, é uma mina de ouro disfarçada de plataforma de publicidade digital.

Alguns números impressionam:

Como qualquer outra plataforma de mídia online paga, o YouTube oferece uma variedade de formatos e opções de anúncios. Por exemplo:

  • True View: é um formato de anúncio de vídeo que é reproduzido antes do vídeo escolhido pelo espectador. O grande diferencial dos anúncios do TrueView é que sua empresa só paga quando o espectador assiste ou interage com seu anúncio;
  • Anúncios de descoberta de vídeo: estes são exibidos na página inicial do YouTube e nas páginas de resultados de pesquisa. De certa forma, o conceito é bastante semelhante aos anúncios de pesquisa do Google;
  • Bumper Ads: estes são curtos (com cerca de apenas 6 segundos). Por isso, são anúncios de vídeo não “puláveis” que são reproduzidas antes do vídeo escolhido pelo espectador;
  • Pre-roll: são anúncios não “puláveis”, reproduzidos antes de um vídeo escolhido.

O vídeo é uma maneira tremendamente poderosa de alcançar novos clientes online. Se você quer alavancar o vídeo entre as estratégias de seu negócio, você provavelmente quer estar no YouTube.

Outras plataformas de publicidade digital

Embora todas as plataformas mencionadas acima sejam as maiores referências de mídia online para publicidade digital, elas não são de forma alguma as únicas opções.

Dependendo do seu setor, essas plataformas também podem ser adequadas para o plano de marketing de seu negócio:

Amazon

A Amazon tornou-se uma importante plataforma de publicidade digital para empresas de comércio eletrônico. Atualmente, cerca de 59% dos consumidores iniciam suas pesquisas de produtos através dela, o que o torna um ótimo lugar para alavancar tráfego.

Os anúncios da Amazon podem aparecer em vários lugares, como os resultados da pesquisa ou na seção “Produtos Patrocinados”.

Pinterest

Os anúncios do Pinterest podem ser uma ótima maneira de ajudar os usuários a descobrir e comprar seus produtos. Seus anúncios aparecem como “Pins Promovidos”.

Leia também: Marketing B2B no Pinterest – estratégias para explorar a plataforma

Hoje, as pessoas geralmente usam o Pinterest para encontrar novos produtos. Por isso, esta tornou-se uma rede valiosa para empresas de comércio eletrônico. Especialmente se você vender produtos visuais, que exploram bem os recursos visuais.

LinkedIn

O LinkedIn é uma rede social com foco mais voltado para o corporativo. Então isso significa que é potencialmente uma importante fonte de tráfego para empresas B2B. Assim como qualquer um que tenha como alvo profissionais do alto escalão nas empresas.

Eles oferecem vários tipos de formatos de anúncios, como:

  • Conteúdo Patrocinado,
  • Anúncios de Texto,
  • InMail Patrocinado.

TikTok

O TikTok é uma rede social que continua a crescer a uma velocidade incrível. Recentemente, ela alcançou o marco de 1 bilhão de usuários mensais ativos na plataforma. É um aumento de 45% em relação ao ano anterior.

Por isso, cada vez mais empresas têm buscado a plataforma no intuito de fazer anúncios, que aparecem no feed em uma variedade de formatos diferentes.

As colocações de vídeo padrão (por exemplo, anúncios de feed e anúncios do TopView) são populares entre os anunciantes. Pois permitem que as marcas mobilizem, em grande escala, altos níveis de engajamento e de aumento do tráfego para seus sites e landing pages.

O papel da segmentação de anúncios na publicidade digital

Você viu nos tópicos a grande variedade de plataformas e formatos que sua empresa pode explorar em sua estratégia digital. Mas escolher uma plataforma de publicidade digital é apenas o primeiro passo.

Pois uma vez que você decidiu onde você quer executar seus anúncios, a próxima coisa é decidir para quem quer mostrar seus anúncios.

Se seus anúncios forem colocados onde seu público-alvo é mais provável vê-los, você terá a melhor chance de conversão e o melhor ROI possível.

Diferentes redes têm diferentes opções de segmentação. Por exemplo:

  • Na Rede de Pesquisa do Google você tem que escolher para quais palavras-chave você quer que seus anúncios apareçam.
  • No LinkedIn, você pode direcionar títulos de trabalho específicos.
  • E no Facebook, você pode mostrar anúncios para pessoas com base em seus interesses.

Além disso, a maioria das plataformas de anúncios também permite que você refine ainda mais sua segmentação.

É possível seguir segmentando com base em interesses ou por demografia, dando-lhe a capacidade de se concentrar (ou excluir) pessoas com base em sua idade, sexo, localização e assim por diante.

Métricas para ajudá-lo a medir seu sucesso de publicidade digital

Então você criou os anúncios com base em suas metas e nos canais de veiculação. Conversou com sua agência de marketing digital e colocou a campanha no ar.

Qual é o próximo passo aqui? Uma vez que você lança uma campanha de publicidade digital, sua próxima pergunta é passível de ser:

Meus anúncios estão realmente funcionando?

Porém, a resposta nem sempre é tão simples quanto gostaríamos que fosse. Pois, dependendo dos objetivos da sua campanha, você pode usar uma combinação diferente de métricas para medir seu sucesso.

Por isso, listamos aqui algumas das métricas mais usadas para medir o sucesso da campanha de publicidade digital. Assim como para ajudar a identificar onde as coisas não estão funcionando.

Dessa forma, você e sua equipe poderão melhorá-las e colocar as coisas no ritmo certo:

Taxa de Conversão [CR]

No mundo da publicidade digital, uma conversão é quando alguém completa uma atividade desejada. Como se inscrever em sua newsletter ou fazer uma compra.

Por isso, a Taxa de Conversão é uma das métricas de publicidade digital mais importantes, pois informa se seu marketing está no caminho certo.

Quanto maior a taxa de conversão, maior a probabilidade de as pessoas se converterem depois de ver um anúncio ou pedaço do seu conteúdo.

Retorno sobre o Investimento [ROI]

ROI significa a quantidade de lucro que sua empresa ganha com a quantidade de dinheiro que você gasta em um determinado investimento (como uma campanha publicitária).

O ROI é especialmente útil para publicidade digital, pois se concentra no lucro e não apenas na receita. Isso é especialmente útil para o planejamento de orçamentos de marketing.

Retorno sobre o gasto de anúncios [ROAS]

ROAS diz quanta receita você ganha de volta da quantidade de dinheiro que você gasta.

É como uma versão focada do ROI que ajuda você a pensar sobre a eficácia de um único canal ou anúncio em vez de uma campanha publicitária como um todo.

Taxa de Rejeição

A Taxa de Rejeição é definida como a porcentagem de visitantes do site que saem do seu site sem ir a outra página ou realizar uma única ação.

Este dado permite descobrir o quão interessante é o seu conteúdo – é uma espécie de taxa de engajamento para uma página web. Quanto maior a taxa de rejeição, menos pessoas acham sua página interessante.

Taxa de engajamento

Significa que a porcentagem de vezes que um conteúdo obteve interação em todas as vezes que foi visto.

Aqui, um compromisso ou interação normalmente significa clicar, comentar, expandir, gostar e compartilhar um conteúdo ou anúncio.

A Taxa de Engajamento é uma métrica de publicidade digital útil que mostra o quão bem seu público está se conectando com sua marca e ressoando com a mensagem do seu conteúdo. Por isso, é muita usada pelos especialistas na área.

Taxa Aberta [Open Rate]

Open Rate é a porcentagem de pessoas que abriram um e-mail de todos aqueles que receberam. É uma métrica importante, pois fazer com que as pessoas abram seus e-mails é o primeiro nível de engajamento para o e-mail marketing.

Mais do que isso, os e-mails têm a vantagem sobre outras mídias digitais de obter toda a atenção de alguém uma vez que eles são abertos.

Essa é uma das razões pelas quais o e-mail ainda é uma das formas mais poderosas de marketing digital. Então melhorar sua taxa aberta pode ter um enorme efeito na sua taxa de conversão.

Leia também: 5 dicas essenciais para aumentar a taxa de abertura de e-mails marketing

Custo por Aquisição

Custo por Aquisição (ou Custo Por Ação) e é uma métrica de publicidade digital que mede o custo de obter uma conversão de um anúncio.

Ele também pode ser usado como um modelo de precificação de anúncios onde você só paga quando uma conversão ocorre.

Custo por clique [CPC]

CPC é uma métrica de publicidade digital que mede a quantidade de dinheiro que cada anúncio clica nos custos – essencial analisar esse e outros dados de anúncios.

A publicidade CPC pode ser um bom ponto de partida ao lançar seu primeiro anúncio. Pois é fácil de entender – você paga por cada clique.

Não há nenhum modelo de atribuição por trás disso, e não há dúvidas sobre os resultados – você paga por cada clique e pronto.

Custo por mil [CPM]

CPM é uma métrica de publicidade digital amplamente utilizada que representa o custo para cada conjunto de mil impressões. É um formato principalmente útil para campanhas de branding.

Há muitos tipos de impressão. Uma impressão no CPM é registrada toda vez que um anúncio ou post é carregado. Por exemplo, toda vez que um anúncio em uma página web é carregado, ele é contado como uma impressão de anúncio.

O CPM é um grande indicador do custo-efetividade de diferentes campanhas onde o objetivo é alcançar o maior número possível de pessoas. A campanha com o CPM mais baixo é a mais eficiente, pois requer menos dinheiro para chegar a 1000 pessoas.

Click-Through Rate [CTR]

CTR é a taxa de clique é a porcentagem de usuários que veem um determinado anúncio ou conteúdo e clicam nele.

É uma métrica importante, pois é efetivamente a forma mais simples de taxa de engajamento, com o único engajamento contado sendo o que mais importa – cliques de link.

Ele pode mostrar se o seu conteúdo é interessante o suficiente para chamar a atenção das pessoas e fazê-las clicar nele.

Custo por exibição [CPV]

CPV é uma métrica de publicidade baseada em vídeo, que mostra quanto cada view custa.

É também um modelo de precificação de anúncios onde um pagamento é iniciado toda vez que o anúncio tem uma vista.

Custo por Lead [CPL]

CPL é uma métrica de publicidade digital usada para descobrir quanto cada lead custa.

Nesse modelo de preços de anúncios você paga cada vez que seu anúncio gera um prospect. É essencialmente uma versão focada da métrica CPA.

Então o CPL é importante porque informa se sua campanha publicitária é econômica ou não quando se trata de gerar leads para o seu negócio.

Quer saber mais sobre publicidade digital?

Então você está com sorte. Porque aqui, na UP2Place Digital, o marketing digital é o ar que a gente respira.

Somos uma agência com profunda expertise em marketing digital integrado, com especialistas prontos para ajudar sua empresa em tudo: da publicidade digital a uma estratégia 360º, pensada para o sucesso do seu negócio!

VAMOS CONVERSAR HOJE SOBRE O SEU SUCESSO?

Saiba como utilizar o Digital para Aumentar Vendas e Conquistar Novos Clientes
Clique aqui e solicite gratuitamente uma avaliação da sua Estratégia Digital
O Guia Definitivo da Automação de Marketing
Baixe o seu GUIA PRÁTICO DE GERAÇÃO DE LEADS
Ebook Guia de ofertas de conteúdo para uma geração eficaz de leads
REPRESENTANTE DE VENDAS – DIGITAL​
EBOOK MARKETING DIGITAL PARA INDÚSTRIAS​
GUIA DE MÍDIA PAGA​

ABM Account-based Marketing

Cadastre-se e receba conteúdos inéditos sobre Marketing Digital

Posts Relacionados

EN PT ES